QUEM SOMOS

O Projeto Antonia é uma das unidades do Instituto das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor e tem como objetivo a intervenção social e acompanhamento às mulheres de baixa renda que estão em situação de prostituição, e atuam na região de Santo Amaro, na cidade de São Paulo.

A unidade iniciou com uma pesquisa de campo realizada por duas Irmãs Oblatas: Ir. Maria Helena Braga e Sirley da Silva e a Cientista Social Flavia Mateus Rios, entre 2004 e 2005, depois de constatada a presença de grande número de mulheres na prostituição na região, uma equipe inicia um trabalho de visitas a campo e reuniões com as mulheres em uma das salas do Paço Cultural Julio Guerra, mais conhecida na região como Casa Amarela.

Confirmada a necessidade e a possibilidade de desenvolver um trabalho com as mulheres, em agosto de 2007, inaugura a sede da unidade, localizada na mesma região.
 
Missão
Desenvolver ações de caráter socioeducativo, espiritual e político voltadas com as mulheres em prostituição, visando o crescimento em consciência de sua condição de pessoas e cidadãs; potencializar a luta pelos seus direitos e o combate ao preconceito que estigmatiza esse público. Para isso o Projeto se propõe sensibilizar a sociedade e seus diferentes grupos e instituições para essa realidade, criando uma rede de parcerias que possibilite responder de forma mais eficaz e qualificada a suas necessidades e problemáticas afins.  

Mística
O que motiva o trabalho do Projeto Antônia é o valor e dignidade da pessoa humana que se encontra em cada mulher que está em situação de prostituição, além dos preconceitos existentes nos imaginários sociais, bem como na luta pela erradicação destes preconceitos. Esta mística busca projetar-se no compromisso solidário com esta causa a exemplo de Jesus de Nazaré e os Fundadores do Instituto: Antonia Maria de Oviedo e Schönthal e José Maria Benito Serra. Esta mística tem uma pedagogia que se fundamenta no Amor, amor que se exprime num profundo respeito e acolhida da vida de cada pessoa. Pedagogia "do pouco a pouco" (segundo a Fundadora da Congregação) entendida e concretizada em processos que partem da realidade das mulheres acompanhadas e incluem e incentivam seus potenciais e capacidades mais genuínas.  

Objetivos
Com o intuito de alcançar a aproximação e conhecimento da realidade das mulheres de baixa renda que exercem a prostituição nesta área geográfica, de impulsionar seu protagonismo e fortalecer sua organização e capacidade de liderança, o Projeto Antonia direciona sua atuação através dos seguintes objetivos:

  1. Estabelecer contato com mulheres nos locais em que se encontram (ruas, praça, bares, boates e prives);
  2. Promover espaços de formação sobre os diversos temas a partir das demandas das mulheres (Saúde, Cidadania, gênero, orientação sexual, espiritualidade dentre outros) em parceria com entidades do bairro;
  3. Impulsionar a organização das mulheres na luta por cidadania e políticas públicas;
  4. Impulsionar a inclusão social das mulheres fortalecendo iniciativas de geração de renda;
  5. Fortalecer ações conjuntas em parceria com movimentos, grupos e instituições que apontem a sensibilização da sociedade para a realidade das mulheres de baixa renda em situação de prostituição, e a conquista de políticas públicas voltadas para este setor social.
Estes objetivos se concretizam através de ATIVIDADES que surgem das demandas das mulheres:
  • Oficinas formativas em parceria com o Centro de Cidadania (CCM)
  • Encaminhamentos diversos (Para Redes de Serviços Assistenciais Governamentais ou não Governamentais).
  • Atendimento individual.
  • Rodas de conversas.
  • Apoio escolar.
  • Iniciação em informática.
  • Acesso gratuito a Internet.
  • Comemoração de datas significativas (Dia Internacional da Mulher, Luta pelo fim da Violência, Páscoa, Aniversários, Dia das Mães entre outras)

A proposta de trabalho do Instituto das Irmãs Oblatas, a qual segue o Projeto Antonia, apoia-se na metodologia do Planejamento Participativo, seguindo o processo de Planejar – Monitorar – Avaliar (PMA). Isto nos permite criar condições de desenvolvimento desde as próprias experiências de cada pessoa, de sua realidade, e estarmos atentas às mudanças da situação sociopolítica, cultural e econômica da sociedade e projetar o trabalho para o futuro levando em consideração este dinamismo da realidade. Dita proposta é viabilizada por uma equipe transdisciplinar, sob a orientação e supervisão do Instituto. Atualmente o Projeto Antonia está articulado em PARCERIA com:

1. Centro de Cidadania da Mulher de Santo Amaro – CCM/SA

2. Unidade Básica de Saúde de Santo Amaro – UBS/SA
3. Centro de Testagem e Aconselhamento de Santo Amaro – CTA/SA
4. Conselho Municipal de Assistência Social - COMAS
5. Centro de Referência da Assistência Social de Santo Amaro – CRAS/SA
6. Centro de Referência Especializado de Assistência Social - CREAS
7. Universidade Nove de Julho - UNINOVE
8. Universidade de Santo Amaro – UNISA
9. Centro Universitário Ítalo Brasileiro - UniÍtalo
10.Subprefeitura de Santo Amaro


Nenhum comentário:

Postar um comentário